Niagara Falls e região - Roadtrip #1

Sempre gostamos de viajar. Seja para passar um dia ou um final de semana em um local diferente ou para conhecer novos países e continentes. O que vale pra nós é conhecer lugares novos, sentir o clima do lugar, nos divertir.

Estamos no Canadá há 1 mês e meio, e este primeiro período foi de adaptação e arrumar a casa. E agora chegou a hora de aproveitar e começar a planejar nossos passeios, coisa que adoramos! Ontem fomos até a região de Niagara e neste post conto para vocês os detalhes da nossa 1a roadtrip canadense.

A viagem e chegada

Alugamos um carro no aeroporto. Apesar de não ser o local mais próximo para a retirada do carro, é o local onde poderíamos devolver o carro mais tarde, na noite de domingo. Como fomos e voltamos no mesmo dia, fazia sentido e saia mais barato do que ficar com o carro por mais um dia. Do local de partida até Niagara são aproximadamente 130 km. A estrada é ótima, bem tranquila, e sem pedágios. Fizemos uma parata em um Tim Hortons no caminho para pegar um café (hábitos canadenses vão se incorporando...) e levamos cerca de 1h30 para chegar. Chegando lá identificamos o local das cataratas e partimos para a saga de estacionar o carro. Há diversos estacionamentos, para diversos bolsos e gostos. Paramos em um local que não fica bem na muvuca, e valeu super a pena. O estacionamento ficava em frente à antiga central de energia da cidade. Pagamos CAD5,00 por hora, e o valor máximo cobrado por dia era $20,00.

Niagara Falls, as cataratas

Para quem já foi a Iguaçu sabe que há um parque a qual as Cataratas "pertencem". Aqui é diferente. A cidade (restaurantes, comércios, hotéis) foram construídos em volta das Cataratas, o que é bem interessante. Desta forma há como se fosse um "calçadão" em que qualquer pessoa pode observar as quedas. Havia muita gente, principalmente pelo início da temporada de verão, dado que o clima está melhorando.

No fundo os principais hotéis que foram construídos com a vista para as quedas

À esquerda, Skylon Tower, famoso observatório que também possui um restaurante no topo. À direita, Sky Wheel, roda gigante que também promete uma vista linda das quedas

Vista do lado canadense, porém as árvores vistas na foto já são no lado americano

Há diversos passeios que te levam até as Cataratas de barco. Não fizemos nenhum pois nossa ideia era explorar a região, e já estamos com a volta marcada para agosto, quando pretendemos realizar alguns dos passeios.

Uma coisa que nos surpreendeu muito foi a quantidade de atrações para crianças. Parece um parque de diversões a ceu aberto. Portanto, se você estiver planejando ir com crianças, fique tranquilo pois entretenimento para elas não faltará!

Flores e mais flores

Voltando das quedas para o estacionamento que havíamos deixado o carro, tivemos a feliz surpresa de em nosso caminho cruzarmos com o Floral Showhouse. Ha uma admissão de $5 para entrar no showhouse, porém para frequentar os jardins que o ladeiam é de graça. Não pagamos a admissão, ficamos apenas pelo jardim, e foi incrível. Um dos jardins mais bem cuidados e lindos que já vimos! Além disso, eles chamam de fragrance garden, possuem diversas plantas e folhas aromáticas, então além de ser lindo, é extremamente agradável o aroma!

Além disso, as flores estão em todos os lugares. Abaixo fotos que tirei de flores que estavam, digamos, enfeitando a cidade, nas calçadas e ruas.

Seguindo para Niagara-On-The-Lake

No caminho, paramos em uma vinícola de Ice Wine a uma cervejaria.

A vinícola que escolhemos, entre muitas da região, foi a Ice House. É uma vinícola super pequena, e só possui seus vinhos vendidos ali. São consideramos uma "vinícola boutique". Optamos por fazer a degustação, que inclui 3 diferentes tipos de icewine e alguns coquetéis feitos na hora. Quem nos atendeu foi a esposa do dono da vinícola, uma simpatia e que conversou bastante conosco. Farei um post depois explicando o processo de produção do icewine, que é diferente dos vinhos tradicionais. Por enquanto deixo apenas algumas fotos deste lugar bem pitoresco que visitamos.

Seguindo sentido Niagara-On-The-Lake paramos na Silversmith Brewing, lugar totalmente exótico, que adoramos! É uma antiga Igreja. Isso mesmo, uma igreja. E as características originais foram mantidas. O que isso significa? Que o altar hoje serve de cozinha e os banheiros são localizados na cripta. Dica: vale a pena almoçar por lá. Não fizemos isso e nos arrependemos. Os pratos tem preço bom e estavam com uma cara ótima. Além do lugar ser super agradável, com música ao vivo e bom atendimento.

Menu degustação, ideal para quem quer provar todas as cervejas feitas pelo lugar, que são 4.

Depois dessas paradas seguimos para Niagara-On-The-Lake. E, quando chegamos lá...estava abarrotado de gente! Quando falo abarrotado, é sem nenhum lugar para estacionar, pessoas transbordando pela calçada, cafés e restaurantes com filas. Enfim, demos uma volta de carro e fomos embora. As fotos ficarão para a próxima!

Espero que tenham gostado das fotos!