2 meses de Canadá: aprendizados e percepções

Essa semana completaremos 2 meses por aqui. Para nós parece que já faz muito mais tempo. Nossa adaptação foi super tranquila e já estamos bem instalados. Aos poucos Toronto foi se tornando nossa nova casa. Ainda temos muito o que conhecer, o que desvendar. Mas esses 2 meses foram muito importantes e por isso resolvi deixar registrado aqui no Blog nossos primeiros aprendizados.

Praticidade

A vida por aqui é muito mais prática e isso é sentido seja no dia a dia dentro de casa, ou quando você precisa resolver coisas em Banco, ou mesmo comprar um celular. A burocracia é infinitamente menor do que estávamos acostumados no Brasil. A grande maioria das coisas são resolvidas de forma bem rápida. Já contei neste post aqui a nossa experiência quando chegamos. A nossa percepção em relação a não burocracia continua.

Mudança de valores: precisar é diferente de querer

Pra mim, este certamente é o maior aprendizado. E aqui me refiro a valores materiais mesmo. Sabe aquelas viagens que você fazia para os Estados Unidos e voltava com a mala cheia de coisas pois achava tudo muito barato? Pois é. Aqui seus valores mudam. Pelo menos os nossos já mudaram. Você passa a achar tudo mais caro. Vocês devem estar pensando que aqui a renda é em dólares, então deveria acontecer o oposto. Pois é, mas não acontece. A mudança toda faz você repensar uma série de coisas e uma delas é justamente isso: preciso ou apenas quero? E as pessoas que tenho contato aqui tem a mesma percepção. Aqui magicamente viramos mão de vaca. Acredito que esse nosso processo tenha começado no Brasil quando fomos nos desfazer das nossas coisas. Vendemos muita coisa, doamos muita coisa. E muitas daquelas coisas não fazem diferença na nossa vida hoje. É um processo, que na minha opinião acontece com a maioria das pessoas que passa por uma mudança como essa.

Se virar sozinho

Como sabem, o custo de qualquer serviço aqui é muito caro. Isso acontece pois felizmente a desigualdade social aqui é muito menor do que no Brasil, dessa forma as rendas são muito mais iguais - e claro, se você quiser contratar um serviço, pagará por isso. Aqui me refiro a coisas que no Brasil temos acesso e não nos damos conta ou até mesmo não damos o devido valor. Por exemplo, manicure, ajudantes do lar, entre outros serviços que no Brasil fazem parte da nossa rotina. Por aqui se você quiser contratar alguém para lhe ajudar a limpar a casa, será cobrado por hora. A hora mínima em Ontario é $11 (varia de acordo com cada provincia), mas a média para este serviço é $15 a $20 por hora. Ou seja, se você contratar uma pessoa por 4 horas (média para um apartamento pequeno), pagará cerca de $60 dólares. E a pessoa não irá passar roupa, cozinhar, arrumar cama, ou coisas do tipo. É só uma limpeza mesmo, e quem contrata diz que deixa bastante a desejar para nós brasileiros que estamos acostumados com limpezas espetaculares. Se apertar o orçamento, da pra contratar? Dá. Mas daí voltamos para o ponto anterior: Eu realmente preciso?. Nesses 2 meses conseguimos adaptar uma rotina em que os dois ajudam em casa. E por enquanto está funcionando muito bem. Como disse no primeiro item, a vida é mais prática, e isso se estende inclusive à rotina de casa: você percebe que não precisa passar todas as suas peças de roupa, por exemplo, os produtos de limpeza ajudam, entre outras coisas. Da mesma forma, para as mulheres, digo: é possível viver sem manicure toda semana! A lição aqui, independente da situação é apenas uma: a gente aprende a se virar!. Aqui cuido da casa e ainda estou com as unhas feitas toda semana, sem contratar ninguém para isso.

Canadá não é os EUA

Poderia ficar horas escrevendo sobre isso. Nós já viemos com essa certeza, porém isso só aumentou nesses 2 meses. Se você quer vir para o Canadá para realizar o seu sonho americano, esqueça pois você vai se frustrar. O Canadá não é os EUA, Toronto não é comparável a NY e, principalmente, os canadenses são totalmente diferentes dos americanos (UFA!). Canadenses são gentis, são educados, prezam a qualidade de vida. Aquele capitalismo instaurado em toda e qualquer ação que se vê nos EUA não é encontrado por aqui. Na nossa visão, ótimo ponto para quem busca uma vida melhor. Achei importante falar sobre este ponto pois muita gente ainda tem em mente que o Canada é uma extensão dos EUA, e isso não é verdade. Inclusive os canadenses não gostam nada quando comparados com os americanos.

Diversidade, diversidade e diversidade

Nós sempre gostamos e respeitamos a diversidade. Mas vamos concordar que no Brasil isso não é uma regra. O julgamento e preconceito são duas palavras que, infelizmente, ainda fazem parte da cultura brasileira. Ficamos muito felizes em dizer que na nossa nova casa a diversidade e o respeito a ela é uma regra, e não uma exceção. Digo isso em relação a tudo: culturas distintas (importante quando pensamos no enorme multiculturalismo de Toronto), orientação sexual, pessoas com deficiência, mas até mesmo com a liberdade que você sente de simplesmente ser quem você é. Não existe um protocolo de vestimenta que você se sente forçado a seguir, por exemplo. Aqui cada um é cada um, e ponto. Simples assim.

Espero que tenham gostado do post.

Boa semana !