College no Canadá: vale a pena? Relato e impressões

Uma leitora do blog nos enviou um comentário pedindo detalhes de como é o College aqui. Achei pertinente e resolvi escrever sobre isso, valendo lembrar que como todos os posts no blog este retratará a minha experiência e não tem objetivo nenhum de ser uma verdade absoluta.
Como havia comentado neste post aqui eu estou fazendo uma pós graduação na Humber College. Tenho um Bacharel e uma pós no Brasil, ambos em boas faculdades. Portanto, minha comparação será realizada com o nível que cursei no Brasil, principalmente em relação à pós em Finanças que realizei no Insper.

1. Colegas de turma

Realizei a minha pós no Brasil cerca de 5 anos atrás. Eu tinha 24 anos, trabalhava o dia todo e a noite ia para a pós. Na minha turma eu não era exceção: todos trabalhavam. A realidade aqui nos Colleges, mesmo em pós graduação, é totalmente diferente. Sim, o curso é diurno, o que não permite que trabalhemos como no Brasil. Porém o que me assustou surpreendeu foi que a grande maioria das pessoas nunca teve uma experiência de trabalho. A grande maioria veio direto da faculdade, está aqui com apoio financeiro dos pais (sorte a deles!).
Mas o que isso implica no dia a dia? Pra mim, o nível de discussões das aulas, assim como dos trabalhos em grupo é muito prejudicado. É verdade que não é um requerimento do College ter tido experiência prévia, mas a minha expectativa era de pessoas com uma bagagem um pouco maior, por se tratar de uma pós graduação. Vale ressaltar também que pelo menos aqui em Toronto os cursos com duração de 2 anos possuem muitos estudantes internacionais, pois estes cursos "garantem" um PGWP (Post-Graduation Work Permit) de até 3 anos após a graduação. Então se você está vindo para um curso de 2 anos e espera uma classe cheia de colegas canadenses, sinto lhe informar que não será assim. Na minha turma temos cerca de 70% de indianos, os outros são brasileiros, nigerianos, jamaicanos, mexicanos, colombianos, russos. Apenas 1 canadense.

2. Time management e dificuldade

Por se tratar de um curso full time, a dedicação é intensa. Por semestre tenho 6 matérias. A quantidade de trabalho é infinitamente maior do que no Brasil. Trabalhos em grupo e assignments toda semana. Muitas pessoas acabam se perdendo, mas a grande questão aqui é gerenciamento de tempo. Tem que ter organização e tem que se dedicar, não tem jeito. Em relação ao nível de dificuldade das provas, eu acho bem mais tranquilo do que as provas que eu fazia no Brasil. A questão que sinto por aqui é realmente a quantidade de coisas para fazer, mas nem tanto a dificuldade. Um item que na minha opinião é importantíssimo é estar com o inglês afiado, pois caso contrário tudo automaticamente se tornará mais difícil! Em algumas matérias erros de gramática e ortografia são descontados.

3. Estrutura do College

Como disse anteriormente, estudei em boas faculdades no Brasil. Porém, este é um quesito que a Humber está muito a frente da FAAP e do Insper. A infra estrutura fornecida aos alunos é excepcional. Não me refiro apenas às salas de estudo, wi-fi no campus de altíssima qualidade ou ao campus lindíssimo, mas principalmente às ferramentas oferecidas para pesquisas e suporte ao aluno. Os alunos da Humber possuem acesso a bases de dados de Business que são caríssimas, como Scotts, InfoCanada, Business Source Complete. Estas bases de dados são fantásticas não apenas para os trabalhos acadêmicos, mas principalmente para buscas sobre o mercado canadense, que auxiliarão na futura busca de emprego. Também contamos com acesso online aos principais jornais, revistas e publicações acadêmicas do mundo inteiro.
Além disso, o College conta com um career centre super ativo, que dá dicas sobre Resume, Cover letters, workshops, etc. No link você encontrará algumas informações úteis que são abertas para todos. Aproveitem!

4. Full time: aula o dia inteiro?

Recebo essa pergunta sempre! A resposta que dou é : você dificilmente terá aulas um dia inteiro, mas você deve estar disponível para as aulas pois os horários são diferentes todos os dias. Para exemplificar, semestre passado eu tinha aulas de 2a a 5a das 9h45 às 16h e tinha as 6as feiras livres. Estes semestres minhas aulas variam: das 8h às 14h20 ou 10h às 14h, todos os dias. Ou seja, apesar das aulas não serem período integral, você tem que ter tal disponibilidade.

5. Trabalhar durante as aulas

O visto de trabalho dos estudantes de College (post secondary) permite trabalhar 20h por semana. Há opções de empregos part time, sendo a grande maioria sub emprego. O que quero dizer é: se você precisa fazer uma grana poderá trabalhar em restaurantes, café, como cleaner, garçom, etc. Não há nada de errado nisso, é o que a maioria dos estudantes fazem. Porém não crie e ilusão que conseguirá um excelente emprego meio período, pois isso é extremamente difícil, principalmente pela flexibilidade de horário necessária devido às aulas. Uma ótima opção é trabalhar dentro do próprio college, pois dessa forma você adquire experiência e tem a flexibilidade necessária. No meu caso, estou fazendo apenas trabalhos voluntários por enquanto.

Afinal, vale a pena?

Assim como a maioria dos nossos leitores que nos perguntam sobre College, essa foi a nossa alternativa de acelerar o processo de vir para o Canadá e, ao mesmo tempo, ganhar experiência por aqui e ter certeza de que queríamos ficar. Portanto, valeu a pena, e muito!
Além disso, o College foi essencial para que eu melhorasse ainda mais meu inglês e conseguisse o CLB 9 no IELTS, o que nos garantiu um ITA pelo Express Entry (assunto para outro post).
Porém se a sua intenção é apenas vir estudar e não ficar por aqui, considere bastante todos os pontos, expectativa x realidade, para não se decepcionar. No geral, eu esperava que fosse uma pós graduação com pessoas mais preparadas, com mais experiência de vida, nível de discussão mais elevado. Porém, para a grande maioria é apenas uma forma de estar aqui no Canadá e tentar a imigração, portanto o curso não é levado tão a sério quanto deveria ser. Eu levo super a sério pois é caro, e se estou pagando vou fazer direito.
Hoje eu enxergo que talvez eu teria mais o perfil de ir para um Master por aqui, como um MBA, mas por enquanto não cabe no bolso. Planos para o futuro, quem sabe!

E você, quer compartilhar sua experiência com College por aqui? Deixe nos comentários!

Bom final de semana a todos!